Ar-condicionado: atenção deve ser com a sujeira que não enxergamos

Publicado: 09/02/2018

Micro-organismos também estão presentes em estofados

Há tempos os aparelhos condicionadores de ar não se limitam mais aos ambientes compartilhados, como escritórios e comércio, e são comuns nos lares brasileiros. Para tornar mais agradável o verão tropical, seu uso é praticamente contínuo e, alguns cuidados precisam estar em dia para não colocar em risco a saúde de quem não abre mão do eletroeletrônico.

Segundo o pneumologista Marcelo Mansano, a fórmula para não prejudicar as vias respiratórias é simples: limpeza em dia e temperaturas amenas. Porém, alguns mitos precisam ser desfeitos. O verdadeiro perigo do ar-condicionado sem manutenção não se concentra na sujeira aparente, e sim naquela que não se enxerga. "O problema está na proliferação de fungos, micro-organismos que causam muita rinite, muita asma, por exemplo", explica.

Ainda de acordo com o especialista, especialmente para quem já é portador de alguma doença respiratória, o ar-condicionado pode ser agressivo para as vias aéreas. O ideal é não exagerar e manter o aparelho regulado em temperaturas equilibradas. "O ar-condicionado 'resseca' o ambiente. Uma temperatura de uns 24ºC ajuda a amenizar", completa.

Outro alerta é sobre a presença de pombos nas extensões do aparelho, o que também contribui para a proliferação de fungos devido ao alto grau de contaminação que as aves proporcionam. "Por isso é preciso uma limpeza profissional que realmente consiga eliminar esses micro-organismos, também presentes em estofados, visto que os ácaros se acumulam nesses móveis ao longo tempo, podendo causar muitos danos à saúde", acrescenta Thiago dos Santos, técnico e proprietário da Disc Clean, empresa de Nova Andradina especializada em limpeza de condicionadores de ar e estofados.

"É claro que a lavagem sempre é positiva, mas as pessoas se preocupam em eliminar a poeira de um jeito superficial. Regularmente, conforme a rotina de uso, é preciso contratar uma limpeza profissional para garantir que outras peças, como a bandeja, serpentina, rotor ventilador e o cano de dreno também sejam alcançadas. Além disso, há a finalização com um produto bactericida, que prolonga os efeitos da limpeza", detalha.

Somado ao benefício da prevenção de problemas respiratórios, está a economia de energia elétrica ao manter o aparelho higienizado. Sem o acúmulo de resíduos, é mais fácil para os compressores climatizarem o ambiente, o que torna eletro mais eficiente diminuindo o consumo de energia.

Voltar